Notícias/Press

outros

Ex-aluno da LESI cria software que converte música em acordes

Londres
quinta-feira, 21.11.2013


José Pedro Magalhães, ex-aluno de Engenharia de Sistemas e Informática da Universidade do Minho, criou um software que converte qualquer música (em mp3 ou do YouTube, por exemplo) nos seus acordes. A plataforma Chordify, que cofundou para o efeito, é única no mundo por ser online, gratuita, automática e muito intuitiva, atraindo mais de 50.000 visitantes por dia. 

O software de José Pedro Magalhães explora os recursos mais sofisticados da linguagem Haskell (e suas extensões), que o investigador começou a desenvolver na UMinho, aprofundou no doutoramento pela Universidade de Utreque (Holanda) e prossegue na Universidade de Oxford (Inglaterra). "O ensino de Haskell logo nos primeiros anos de Informática na UMinho despertou o meu interesse e, de facto, contribui para a formação sólida em programação e que a indústria reconhece em geral aos alunos desta academia", di José Pedro Magalhães. 

Funciona para qualquer canção 

A start-up Chordify baseia o modelo de negócio em anúncios não intrusivos e em funções adicionais a baixo custo, como o descarregamento de ficheiros PDF ou MIDI com os acordes transcritos para piano, viola e até ukulele. Curiosamente, as canções mais procuradas são pouco conhecidas: “O serviço funciona para qualquer canção, por mais obscura que seja. E essa é uma grande vantagem, pois outros sites constroem bases de dados de acordes manualmente, tendo apenas os artistas famosos”, refere José Pedro Magalhães. O tratamento “muito correto” da transcrição é outra mais-valia, tornando o sistema ideal para compositores, músicos e não só. De momento, o tema mais popular é “Wherever you are”, dos australianos 5 Seconds of Summer. 

O informático de 29 anos, natural de Vila Nova de Gaia, admite que não esperava “tamanha adesão” da comunidade mundial em tão pouco tempo. “Passámos de 500 visitas por dia para mais de 40.000, ou seja, atingiu-se um milhão de visitas em menos de um ano de existência”, sorri. O ex-aluno da UMinho já passou também pelo CERN (Organização Europeia para a Pesquisa Nuclear), pela Philips Research e pela Microsoft Research Cambridge. Concluiu ainda 12 anos de órgão no Conservatório. Aprecia clássicos contemporâneos e música do século XX, como as obras do francês Pierre Boulez.

Adicionar a rede social ou recomendar a um amigo

Contactos

José Pedro Magalhães

Em agenda

Conferências, cerimónias e seminários.

 


Saiba mais

 
Em Destaque

Em agenda
select