Ignorar Comandos do Friso
Saltar para o conteúdo principal
Portal UMinho

Prática




 Prática

informacoes praticas.jpg


Como chegar à UMinho ?

​Cidades de Braga e Guimarães

​Alimentação​

Desporto​​

Custo de Vida​

​Bibliotecas

Apoio Médico e Psicológico

Requisitos e Cursos de Língua

Estudantes com necessidades especiais

Associações de Estudantes ​


​Visto e outras formalidades

Estudantes da UE/EEE e Suíça​
Os estudantes nacionais de países da União Europeia (UE), Espaço Económico Europeu/EEE (Islândia, Liechtenstein e Noruega) e Suíça não necessitam de visto para entrar em Portugal.
Estes estudantes têm o direito de residir em território nacional até 3 meses sem necessidade de outras condições e/ou formalidades além da titularidade de um bilhete de identidade ou passaporte válidos. No entanto, se a estada for superior a 3 meses, deverão efetuar o registo que formaliza o direito de residência (Certificado de Registo) no prazo de 30 dias depois de decorridos os primeiros 3 meses da entrada em território nacional junto da Câmara Municipal da respetiva área de residência.

Estudantes de Países Terceiros
Os estudantes nacionais dos outros países deverão obter um visto de residência para estudo antes de saírem do país de origem. Deverão solicitar o visto na Embaixada ou Consulado Português mais próximo. Para inscrição na Universidade do Minho deverão obrigatoriamente apresentar o visto de estudo. De realçar que um visto de 'turismo' não poderá ser aceite.

Após a chegada a Portugal, é importante salientar que os estudantes estrangeiros que entrem em Portugal por uma fronteira não sujeita a controlo (cujo passaporte não é carimbado à entrada) deverão contactar o SEF-Serviço de Estrangeiros e Fronteiras, no prazo de três dias a contar da data de chegada ao país, para declarar a sua entrada. Após este prazo, terão de pagar uma multa.
Além disso, após a chegada, estes estudantes deverão solicitar uma autorização de residência junto do SEF. Os documentos usualmente solicitados para obtenção desta autorização de residência temporária são:
       · fotocópia do Passaporte e original; 
       · declaração da UMinho comprovativa do motivo da estada entre nós;
       · comprovativo de meios de subsistência; 
       · comprovativo das condições de alojamento;
       · seguro de saúde;
       · cópia do Número de Contribuinte (NIF);
       · 2 fotografias.
No entanto, esta informação deverá ser confirmada diretamente junto do SEF.

Serviço de Estrangeiros e Fronteiras
Loja do Cidadão 
Rua dos Granjinhos, 6 
4710-352 Braga 
Tel.: +351 808241107 
Horário:Dias úteis 08h30 – 19h30 
                   Sábados   09h30 – 15h00
 

Seguro

Os estudantes dos países da União Europeia (UE) e Espaço Económico Europeu (EEE) estão abrangidos pelo Cartão Europeu de Seguro de Doença (CESD), que lhes permite beneficiar do sistema nacional de Segurança Social como qualquer cidadão português. Para beneficiar deste enquadramento, os estudantes devem contactar o seu Centro de Segurança Social e solicitar a emissão desse cartão, antes de viajarem para Portugal.
Os estudantes de fora da UE ou EEE devem certificar-se, antes de viajarem, de que têm um seguro de saúde, que lhes garanta assistência médica durante a estada em Portugal. Em particular, os estudantes brasileiros, vinculados à segurança social brasileira, poderão igualmente solicitar o formulário PB4 junto da instituição competente no Brasil, para beneficiarem dos cuidados de saúde em Portugal, em condições de igualdade com os nacionais portugueses.
À chegada a Portugal, para inscrição na Universidade do Minho, todos os estudantes deverão apresentar um comprovativo do seguro.
Adicionalmente, todos os estudantes podem beneficiar de um seguro escolar na UMinho que cobre os acidentes ocorridos nas instalações da Universidade (durante o horário escolar, nos tempos livres incluídos no respetivo horário ou em realizações de natureza escolar, desportiva ou de convívio organizadas ou autorizadas pelo estabelecimento de ensino), fora das instalações da Universidade (excursões de âmbito académico, aulas ao ar livre e estágios) e no percurso normal e direto de ida e regresso entre a residência e o estabelecimento de ensino. Este seguro obrigatório é garantido no ato de inscrição nos Serviços de Relações Internacionais (SRI) da UMinho, mediante o pagamento de aproximadamente 2,5€.
É importante mencionar que em caso de acidente deverão contactar imediatamente o SRI, por forma a fazer a participação do ocorrido à seguradora, através dos Serviços de Ação Social (SAS) da UMinho, e todos os procedimentos necessários possam ser despoletados.
 

Programa de orientação

Anualmente os Serviços de Relações Internacionais (SRI) organizam o Programa de Orientação/Orientation Programme, especialmente dedicado aos estudantes de intercâmbio, que tem por objetivo principal dar a conhecer a Universidade do Minho. Durante esta iniciativa os estudantes podem visitar as instalações da Universidade e receber informação sobre todas as questões inerentes à realização do período de estudos entre nós. Neste contexto ficarão a conhecer a equipa dos SRI e todos os outros estudantes estrangeiros que participam em Programas de Intercâmbio.
É importante que todos os estudantes que vão frequentar a UMinho participem neste Programa de Orientação de forma a obter desde logo toda a informação relevante para facilitar a sua estada na UMinho e em Portugal.
 

Serviços eletrónicos

A Universidade do Minho dispõe de muitas salas de computadores em ambos os campi, que podem ser utilizadas por todos os alunos mediante a apresentação do cartão de estudante. Estes podem utilizar igualmente o serviço de impressão, através da compra de unidades de crédito (saldo de impressão) nas várias máquinas colocadas nas instalações do Serviço de Apoio Informático à Aprendizagem (SAPIA). 
O acesso à Internet e ao correio eletrónico é livre e gratuito para todos os alunos e docentes. 
De acordo com o novo modelo de ensino-aprendizagem imposto pelo processo de Bolonha, a UMinho disponibiliza também à comunidade académica uma plataforma web de gestão e distribuição de informação, possibilitando o acesso dos alunos aos materiais didáticos em qualquer altura, através desta plataforma e-learning. 
A Universidade do Minho dispõe, ainda, de uma rede de comunicação sem fios (rede wireless), que visa permitir o acesso seguro à UMinho-Net (rede de comunicações da UMinho) em todos os espaços públicos dos campi de Gualtar e Azurém, bem como nos espaços de lazer e nas residências universitárias. Para as configurações necessárias, os estudantes deverão contactar o serviço Help Desk do SAPIA. 
Actalmente, a UMinho conta com a maior comunidade universitária nacional de utilizadores da rede sem fios, com mais de 1800 utilizadores ativos. 
 ​

Transportes

Os alunos da Universidade do Minho beneficiam de descontos nos transportes públicos locais. No momento da matrícula, recebem um documento que deverá ser apresentado, juntamente com uma fotografia, nos Transportes Urbanos de Braga TUB/SM, para requerer o "passe". 
Para além dos transportes públicos, existe um serviço de transporte assegurado pela UMinho que estabelece a ligação diária entre os dois campi, com intervalos regulares. O horário dos autocarros que ligam os campi, de segunda a sexta-feira, pode ser consultado em: www.aaum.pt/servicos​/transportes

Bancos

No Campus de Gualtar existem duas agências bancárias, abertas de Segunda a Sexta-feira: 
- Caixa Geral de Depósitos 
Horário: 08h30 – 15h00 
- Novo Banco 
Horário: 08h30 – 12h00 / 13h00 – 15h30 
No Campus de Azurém existe uma agência bancária, aberta de Segunda a Sexta-feira: 
- Caixa Geral de Depósitos 
Horário: 08h30 – 12h00 / 13h00 – 15h00 
Dentro de cada campus estão disponíveis também diversas máquinas ATM. 
Nas imediações da Universidade existem várias outras agências bancárias. 
Os estudantes que desejem abrir uma conta bancária deverão apresentar o bilhete de identidade/cartão do cidadão ou passaporte, o número de contribuinte (NIF) e o cartão de estudante. O número de contribuinte poderá ser obtido em qualquer Repartição de Finanças ou na Loja do Cidadão. ​

Shopping/ Compras

O comércio no centro de Braga e Guimarães é diversificado e está principalmente concentrado em torno das ruas pedonais, onde se pode encontrar uma multiplicidade de lojas e armazéns das marcas europeias mais conhecidas e, também, produtos locais e nacionais.
A maior parte das lojas estão abertas de Segunda a Sexta, das 09h30 às 13h00 e das 15h00 às 19h00, e aos Sábados, das 09h30 às 13h00. As lojas estão normalmente fechadas aos Domingos e nos feriados nacionais. Estes horários são o habitual, mas existem algumas exceções. A maioria dos supermercados estão abertos até mais tarde e os hipermercados estão abertos de Segunda a Sábado das 09h00 às 23h00 e aos Domingos das 09h00 às 13h00. Nestes hipermercados estão disponíveis os produtos básicos para o dia-a-dia normalmente mais baratos.
Existem ainda vários Centros Comerciais (Shopping Centres) abertos todos os dias, de Segunda a Domingo, das 10h00 às 23h00.
Em Braga e Guimarães realizam-se ainda feiras e mercados semanais onde se poderá encontrar uma grande variedade de produtos frescos e caseiros.
 

Atividades de lazer

As cidades de Braga e Guimarães oferecem normalmente uma grande variedade de atividades culturais. Além de monumentos, galerias de arte, associações e espaços de divulgação cultural, é publicada mensalmente uma agenda cultural com informação detalhada dos principiais eventos, como concertos, peças de teatro, exposições, entre outras, e sobre as principais iniciativas fixas organizadas anualmente.​
Existe uma multiplicidade de cafés, bares, teatros, cinemas e discotecas onde os estudantes se podem divertir, assistir às últimas novidades no cinema e teatro ou simplesmente conviver e conversar com os amigos. O Bar da Associação Académica (BA) da Universidade do Minho é também conhecido entre os estudantes como um ponto de encontro obrigatório.
A UMinho possui instalações desportivas modernas, com dois pavilhões multi-desportivos localizados um em cada campus, onde os estudantes têm acesso a uma grande variedade de modalidades desportivas.
Ambas as cidades possuem também um conjunto de infraestruturas desportivas que se apresentam igualmente como opções interessantes para a prática desportiva, como por exemplo os vários complexos de piscinas, ginásios, entre outros.