Ignorar Comandos do Friso
Saltar para o conteúdo principal
Portal UMinho

Detalhe do evento




Portal UMinho > PT > Siga a UMinho > Detalhe do evento

 Detalhe do evento

Voltar

Exposição "Matéria Espessa", de Manuela dos Campos, no Museu Nogueira da Silva

Fotos
Convite
Matéria Espessa
11/11/2017 - 06/01/2018
Museu Nogueira da Silva, Av. Central, nº 61, Braga
Convite
Exposição "Matéria Espessa", de Manuela dos Campos, de 11 de novembro de 2017 a 6 de janeiro de 2018, na galeria 2 do Museu Nogueira da Silva, uma unidade cultural da UMinho no centro de Braga. Entrada livre de terça a sexta-feira, das 10h00-12h00 e 14h00-18h30 e ao sábado das 14h00-18h30.

Contextualização

"Matéria espessa" são pequenos organismos de um corpo, denso e vasto, do trabalho diário que a autora vive e faz desde finais dos anos 90, através da imagem em movimento, da escultura e outros meios de experimentação. Apresenta uma área de instalação com fotografia de pequenos formatos e vídeos digitais, escultura, desenhos e outros objectos, que manifestam impulsos criativos, pensamentos e emoções. As fotografias são exercícios de registo e edição com o android, partilhados com os amigos, no perfil do facebook da autora. Vive um panorama que se manifesta como uma falha estrutural de uma era e que culmina na tragédia. O seu tempo e o do coletivo cruzam-se, resultando em paisagens, das quais se apropria e se tornam matéria de reflexão e de criação. Espessa pela sua opacidade e complexidade num cenário apocalíptico e caótico.

“Thick material” is a set of tiny organisms of a wide and dense body, of the daily work that Manuela dos Campos has been experiencing and doing since the late nineties, through moving image, sculpture and other medium of experimentation. It shows an area of installation with small-sized photography and digital videos, sculpture, drawings and other objects, which unfold creative impulses, thoughts and emotions. The photographs are register and edition essays, done with the android and shared with the author’s friends, in her Facebook profile. This way, inhabits a landscape that expresses itself as a structural failure of an era, culminating in tragedy. Her time and the collective one cross each other, giving birth to sceneries, appropriated by her, becoming reflection and creation material. Thick, due to its opacity and complexity, in an apocalyptical and chaotic “scenario”. (trad. Isabel Silva)

Manuela dos Campos - nota biográfica

Nasceu a 2 de agosto de 1960, em em Guimarães, sendo licenciada em Artes Plásticas - Escultura pela Faculdade de Belas Artes da Universidade do Porto (1997) e mestre em Criação Artística Contemporânea pelo Departamento de Comunicação e Arte da Universidade de Aveiro.

Tem desenvolvido trabalhos de expressão artística através do cruzamento entre escultura, vídeo, fotografia, desenho e instalação em exposições coletivas e individuais desde 1995. Apresentou a vídeo instalação ‘Escadas da Glória’ no espaço Uma Certa Falta de Coerência, no Porto. Projetou o vídeo 'Pontapé na Mente' no Aniki Bóbó, Porto. Participou numa playlist com o vídeo 'Roda, roda alimento' no Poste, em Matosinhos, com curadoria de João Baeta. No ‘Vidência’ participou com quatro peças em vídeo, no Círculo Católico de Operários do Porto.

Esteve também em 'Artistas Falam - Desenho", exposição coletiva no Instituto Politécnico de Viana do Castelo, com curadoria de Alexandre A. R. Costa, Francisco Trabulo e Jorge Fernando dos Santos. Apresentou a peça videográfica 'Passoros' na Conferência dos Pássaros, projeto da Mezzanine, ‘Marias’. No âmbito do 'Milhões de Festa', em Barcelos, projetou o vídeo 'Zulu Nation', a convite de Kate.