Ignorar Comandos do Friso
Saltar para o conteúdo principal
Portal UMinho

Detalhe do evento




Portal UMinho > PT > Siga a UMinho > Detalhe do evento

 Detalhe do evento

Voltar

Requalificação do Convento de S. Francisco de Real com candidatura aprovada

Fotos
Convento de S. Francisco de Real
quinta-feira, 12/03/2020
Universidade do Minho
Convento de S. Francisco de Real
UMinho ficará responsável pela gestão da visitação interpretada ao conjunto monumental
O projeto de “Conservação, Valorização e Promoção do Convento de São Francisco de Real, Braga”, elaborado pela Universidade do Minho (UMinho) e submetido pelo Município de Braga, proprietário do imóvel, foi aprovado pelo Programa Operacional Regional do Norte. Com este projeto pretende-se tornar este conjunto monumental num polo de atração turística e cultural de âmbito regional, nacional e internacional, reforçando o impacto positivo da UMinho na sociedade e no território, consolidando a sua forte aposta na inovação social e cultural.

Após a recuperação do Convento de S. Francisco, a UMinho ficará responsável pela gestão da sua visita, que será integrada num circuito único, que tirará partido do Mausoléu de S. Frutuoso, Monumento Nacional desde 1944 e da Igreja de S. Francisco de Real, que integra como bens móveis classificados o Cadeiral Seiscentista do coro alto e o Relicário da Sacristia. Desta forma, a UMinho concretiza o compromisso com o território e as comunidades, no âmbito da interação com a sociedade, através da celebração de uma parceria com o Município de Braga, Direção Regional de Cultura do Norte (DRCN) e Paróquia de Real, três instituições empenhadas na promoção de um relevante património edificado de elevado valor simbólico.

Para o reitor da UMinho, Rui Vieira de Castro, “a reabilitação do Convento de S. Francisco permitirá valorizar, ainda mais, os ativos patrimoniais constituídos pelo Mausoléu de S. Frutuoso e pela Igreja de S. Francisco de Real, formalizando-se, deste modo, um conjunto monumental com forte potencial cultural e turístico”. Vieira de Castro confirma que “a valorização do Convento ajudará a consolidar a importância do Mausoléu de S. Frutuoso, que possui já um elevado e internacionalmente reconhecido valor histórico-cultural, científico, arqueológico e arquitetónico”. Já Ricardo Rio, presidente da Câmara Municipal de Braga, explicou que “este financiamento é determinante para a intervenção no imóvel e só foi possível graças a um grande empenho conjunto entre autarquia e a UMinho, ao qual se juntou a DRCN e a Paróquia de Real”.

O programa base da operação integra a abertura do monumento à visitação interpretada, com circuito que inclui os dois primeiros pisos do convento, o mausoléu, a igreja e a sacristia; a construção de um Centro de Documentação nos domínios da arqueologia, arquitetura e história, que ocupará o terceiro piso do convento, acolhendo ainda uma biblioteca especializada e o núcleo de apoio ao Convento da unidade de arqueologia da UMinho que assegurará o serviço educativo e a produção atualizada de conteúdos para complementar o circuito de visita. A requalificação do património potenciará a sua fruição pelos visitantes e estará devidamente alinhada com a estratégia regional e nacional de desenvolvimento turístico, designadamente ao nível da sua integração nas redes de turismo cultural e religioso.

Recorde-se que entre 2013 e 2017 a Universidade realizou, através da sua Unidade de Arqueologia, vários trabalhos de escavação, indispensáveis para informar o projeto de reabilitação do Convento, realizado pela Escola de Arquitetura, tendo assegurado também a contenção do edifício, que ameaçava ruína, garantindo a sua estabilidade até que o restauro seja concluído.

A intervenção irá resultar num investimento total de 2,5 milhões de euros, contando com um financiamento de 850 mil euros ao abrigo do Fundo Europeu de Desenvolvimento Regional (FEDER), ao qual se juntará o investimento municipal superior a 1,5 milhões de euros, para o qual o município irá recorrer ao Banco Europeu de Investimento e tem como prazo de execução o mês de dezembro de 2021.