Ignorar Comandos do Friso
Saltar para o conteúdo principal
Portal UMinho

Detalhe do evento




Portal UMinho > PT > Siga a UMinho > Detalhe do evento

 Detalhe do evento

Voltar

Seminário Internacional “Clássicos e Livro-objeto”

Fotos
Poster
sexta-feira, 12/04/2019
Instituto de Educação, campus de Gualtar, Braga
Poster
O Instituto de Educação da Universidade do Minho, em Braga, acolheu a 12 de abril, às 10h45, o Seminário Internacional “Clássicos e Livro-objeto”, que apontou novos caminhos do livro infantil como artefacto. As obras pop-up, sensoriais e que aliam o digital, a força das ilustrações, os clássicos recriados, a adaptação das histórias e os limites do livro foram alguns temas em debate, cruzando inclusive figuras-ícone como Branca de Neve, Peter Pan e Capuchinho Vermelho.

A abertura contou com Sara Reis da Silva, do Centro de Investigação em Estudos da Criança (CIEC) da UMinho e coordenadora do evento. O programa incluiu dez oradores estrangeiros. Do Brasil chegou Diana Navas (Pontifícia Universidade Católica de São Paulo) e de Espanha vieram Blanca-Ana Roig Rechou, Carmen Franco, Olalla Cortizas, Marta Neira (Universidade de Santiago de Compostela), Virgínia Calvo, Rosa Tabernero (Universidade de Saragoça), Isabel Mociño, Eulalia Agrelo (Universidade de Vigo) e Lourdes Sánchez Vera (Universidade de Cádis). De Portugal juntam-se Cláudia Sousa Pereira (Universidade de Évora), Ana Margarida Ramos (Universidade de Aveiro), Diana Martins e Carina Rodrigues (CIEC).

A iniciativa englobou a 11 de abril duas conferências proferidas pelo professor José António Gomes sobre educação literária e pela ilustradora Yara Kono sobre o projeto Planeta Tangerina. O seminário teve apoio da Fundação para a Ciência e a Tecnologia e foi organizado, igualmente, no âmbito do projeto Erasmus+ “Living Among Books”, com parceiros de Portugal, Espanha e Reino Unido e que visa fomentar hábitos de leitura entre as crianças e os jovens. Os parceiros deste projeto puderam ainda visitar a Escola Básica de Estrada (Ferreiros), a Biblioteca Lúcio Craveiro da Silva e a Livraria Centésima Página, em Braga.

“Assistimos à desformalização do objeto-livro. Há uma construção textual, visual e gráfica mais livre, que se nota por exemplo no discurso não literário (como os livros de conceito) e nas narrativas muito breves, que já permitem a criança contactar com a história, os personagens e o espaço”, disse Sara Reis da Silva. “Esta inovação também tem efeitos no processo de leitura; há uma aproximação mais física ao livro, que permite o manuseio livre e sensorial... associar palavra e imagem… enfim, há uma enorme variedade de tipos de construções de livros”, frisou.

+Info: www.ciec-uminho.org/events.cshtml?variavel=1
​​​​​​​​​​​​ ​​Nome do documento
​​​​​​​​   Seminário Internacional - cartaz/programa.pdf
​​​​​​​​   Living Among Books - programa Portugal.pdf