Ignorar Comandos do Friso
Saltar para o conteúdo principal
Portal UMinho

Eventos




 Eventos

Conversas online "Portrait talks"

quarta-feira, 22.09.2021
Online
Porque é que muitos retratos são de elites em pose séria? Para que se tiram tantas selfies? O que tem o sorriso de Mona Lisa? E em que sentido/s uma foto é capaz de “roubar a alma” para alguns povos? Para responder a questões destas, o Centro de Estudos Humanísticos da Universidade do Minho e o Instituto de História da Arte da Universidade Nova de Lisboa (UNL) estão a organizar de janeiro a dezembro de 2021 as conversas online “Portrait Talks”, com uma personalidade por mês a falar do retrato na literatura e nas artes.

O ciclo visa o público em geral e prosseguiu a 24 de março, às 17h00, na rede Zoom, com o presidente da Faculdade de Belas-Artes da Universidade de Lisboa, Fernando António Baptista Pereira, a falar sobre o vulto renascentista Francisco de Holanda, entre outros aspetos. Nos próximos meses dá a palavra ao diretor do Departamento de Estudos Portugueses e Brasileiros da Universidade Clermont Auvergne (França), Daniel Rodrigues, bem como aos professores Joana Baião (UNL) e Carlos Reis (Universidade de Coimbra) e à diretora do Museu Nacional de Arte Contemporânea do Chiado, Emília Ferreira. A iniciativa contou até aqui com intervenções do presidente da Associação Portuguesa de Historiadores de Arte, Pedro Flor, e a ex-diretora-geral do Livro e das Bibliotecas, Paula Morão.

“Pretendemos abordar ideias e práticas ligadas historicamente ao género do retrato e às suas múltiplas implicações filosóficas, sociais, culturais ou políticas”, explica a professora Eunice Ribeiro, do Instituto de Letras e Ciências Humanas da UMinho, que coordena o evento, a par de Bruno Marques, investigador da UNL. As conversas focam a representação pelo retrato desde os média tradicionais (desenho, pintura, escultura, fotografia) aos mais emergentes (audiovisual, digital, multimedial), evidenciando dilemas, técnicas e funções destes registos do “eu”.

Retrato em grande evolução nas redes sociais

Eunice Ribeiro estuda o tema há mais de uma década, a partir da literatura: “O retrato não morreu. ‘Saiu do museu’ e está em grande evolução nas redes sociais, com a democratização das selfies, que muitos usam por vezes como forma de autopromoção no Instagram, por exemplo”. Para a investigadora, “é notável” como o ser humano passou a representar-se no século XXI. “Contrariando a ideia tradicional, há já autorretratos sem formas concretas, a apelar ao invisível, ou à representação anónima em muros e edifícios das cidades”, nota.

Os suportes, formas e técnicas dos retratos mudaram muito, mas a pergunta inicial é intemporal: quem sou eu? “Os retratos, não só nossos, acompanham-nos sempre na carteira, no telemóvel ou ao pescoço, seja por questões de afeto ou de necessidade de superação do tempo e da morte”, vinca Eunice Ribeiro. E lembra que, nesta teia de identidades, o próprio retrato encomendado, para parecer o melhor possível, nem sempre mostra “a realidade”.

Se o rosto ocupou, durante séculos, o lugar central da representação retratística, as diferentes formas de arte contemporânea levam o género ao limite das metamorfoses que consente. A fotografia, o cinema e a TV aprenderam com os retratistas a enquadrar personagens na câmara. O mundo digital abre novas possibilidades à representação, ao permitir retratos em movimento. “De técnica de afirmação de uma identidade única, exemplar e solitária, o retrato afirma uma prática de natureza processual, social e coletiva, como as modernas selfies e os retratos anónimos que artistas como Vhils fixam em espaços urbanos, apontando outras vezes para a margem de enigma que nos habita enquanto seres humanos”, nota Eunice Ribeiro.

- Link das sessões aqui


PROGRAMA (provisório)

- 1ª sessão | 28 de janeiro | Pedro Flor (UNL, UAberta): "Quando é que um retrato não é um retrato"
- 2ª sessão | 24 de fevereiro | Paula Morão (UL): "Auto-representação em Literatura – casos e fronteiras"
- 3ª sessão | 24 de março | Fernando António Baptista Pereira (UL): "Francisco de Holanda e o retrato"
- 4ª sessão | 27 de abril | Daniel Rodrigues (Université Clermont Auvergne, França)
- 5ª sessão | 26 de maio | Joana Baião (UNL, IPB)
- 6ª sessão | 6 de julho | Carlos Reis (UCoimbra)
- 7ª sessão | 22 de setembro | Xaquín Núñez Sabarís (UMinho)
- 8ª sessão | A definir | Emília Ferreira (UNL)

+Info: facebook.com/events/504884427570892, www.ilch.uminho.pt, cehum.ilch.uminho.pt, institutodehistoriadaarte.wordpress.com/2021/03/15/portrait-talks-ciclo-de-conversas-sobre-retrato

Curso Breve de Governação de Empresas Familiares

De quarta-feira, 15.09.2021 até quarta-feira, 13.10.2021
Atualmente, as empresas familiares assumem uma posição de extrema e inequívoca relevância no âmbito dos mercados nacional, europeu e internacional, constituindo um dos grandes motores das economias modernas. Tal sucede, desde logo, em face do grande número de empresas familiares a operar globalmente. Em consequência, os temas associados à sua governação reclamam um lugar de destaque no âmbito das mais relevantes questões jurídicas atualmente em debate. Nessa medida, importa conhecer os principais aspetos jurídicos subjacentes à governação de empresas familiares, os quais convocam saberes de distintas áreas do Direito, assim como problematizar a forma como os mesmos se deverão articular entre si.

DATAS
de 15/09 a 13/10
9 sessões | Presencial*

*
O Curso será realizado presencialmente, contabilizando um total de 9 (nove) módulos lecionados na Escola de Direito da Universidade do Minho; sem prejuízo de alterações decorrentes da situação pandémica, o que poderá levar a que alguma(s) aula(s) possa(m) ser lecionada(s) à distância.


HORÁRIO
Quartas-feiras: 18h30-21h30
Sábados: 10h-13h**

** Excepto o Módulo VIII “As Empresas Familiares e o Direito Fiscal” (9 de outubro) que decorrerá entre as 09 e as 13h.

PREÇO
185€

CERTIFICADOS
Certificados para frequência mínima de 3/4 do curso.

INSCRIÇÃO
de 14 de junho a 31 de julho 2021
https://store.uminho.pt/pt/aspetos-juridicos

NOTA:
Os interessados externos à Universidade do Minho, deverão previamente efetuar o registo na UMinho Store.
Veja aqui onde devem efetuar o registo.

CARTAZ
http://bit.ly/cb-edum-GEF-cartaz

COORDENAÇÃO
João Nuno Barros | Rossana Martingo Cruz

MAIS INFORMAÇÕES
http://bit.ly/cb-edum-GEF

Reconhecimento Específico de Habilitações Estrangeiras ao Grau de Mestre de André Matias Evaldt de Barros

De quarta-feira, 16.06.2021 até sexta-feira, 31.12.2021
Instituto de Educação da Universidade do Minho
Proposta de júri de Reconhecimento Específico de Habilitações Estrangeiras ao Grau de Mestre com conversão da classificação final, requerido por André Matias Evaldt de Barros.

Júri
Presidente:
Doutor Leandro da Silva Almeida, Professor Catedrático do Departamento de
Psicologia da Educação e Educação Especial do Instituto de Educação da Universidade do
Minho

Vogais:
Doutora
Maria Helena Silva Sousa Martinho, Professora Auxiliar do Departamento de Estudos
Integrados de Literacia, Didática e Supervisão do Instituto de Educação da Universidade
do Minho.

Doutor Artur Manuel Sarmento Manso, Professor Auxiliar do Departamento de Teoria da Educação e Educação Artística e Física do Instituto de Educação da Universidade do Minho.

Todos os membros foram contactados e aceitaram a nomeação.

Reconhecimento Específico de Habilitações Estrangeiras ao Grau de Mestre de Marisela Pinto Gomes

De quarta-feira, 16.06.2021 até sexta-feira, 31.12.2021
Instituto de Educação da Universidade do Minho

Júri
Presidente:
Doutor Leandro da Silva Almeida, Professor Catedrático do Departamento de
Psicologia da Educação e Educação Especial do Instituto de Educação da Universidade do
Minho

Vogais:
Doutor José Alberto Gomes Precioso, Professor Associado com Agregação do Departamento de
Estudos Integrados de Literacia, Didática e Supervisão do Instituto de Educação da Universidade do
Minho;

Doutor Luís Gonzaga Pereira Dourado, Professor Auxiliar do Departamento de Estudos
Integrados de Literacia, Didática e Supervisão do Instituto de Educação da Universidade do Minho.

Todos os membros foram contactados e aceitaram a nomeação.

Candidaturas a Mestrado

De segunda-feira, 28.06.2021 até segunda-feira, 27.09.2021
Já se encontram abertas as candidaturas aos cursos de mestrado do Instituto de Ciências Sociais da Universidade do Minho. A 3ª fase decorrerá de 21 a 27 de setembro e todo o processo de candidatura é online.

>> AQUI << encontrará toda a informação necessária sobre o processo de candidatura aos cursos de:

ARQUEOLOGIA
CIÊNCIAS DA COMUNICAÇÃO
COMUNICAÇÃO, ARTE E CULTURA
COMUNICAÇÃO DE CIÊNCIA
GEOGRAFIA
HISTÓRIA
MEDIA ARTS NOVO
PATRIMÓNIO CULTURAL
SOCIOLOGIA
SOCIOLOGIA DO GÉNERO E DA SEXUALIDADE NOVO


SAIBA MAIS SOBRE OS NOSSOS MESTRADOS AQUI

Para mais informações:
Conselho Pedagógico do ICS - Pós-Graduações
Susana Martins
mestrados@ics.uminho.pt
253 604 215


  • Universidade do
    Minho
  • Largo do Paço
    4704-553 Braga
  • T.:253 601 100, 253 601 109
    E.: gcii@reitoria.uminho.pt
© Universidade do Minho - 2021