Ignorar Comandos do Friso
Saltar para o conteúdo principal
Portal UMinho

Agenda




Portal UMinho > PT > Cultura > Agenda

 Agenda

Concurso de bandas UMplugged | Concurso de disc-jockeys DJ@UM

De terça-feira, 21.03.2017 até quinta-feira, 6.04.2017
Bar Académico (BA) de Guimarães e de Braga
Concurso de bandas de garagem UMplugged e concurso de disc-jockeys DJ@UM, promovido anualmente pela Associação Académica da Universidade do Minho (AAUM), permitindo aos alunos a experiência próxima da que é feita profissionalmente e ainda exibir o talento junto do público em geral. Vencedores premiados com a atuação na Receção ao Caloiro no caso do DJ@UM e no Enterro da Gata no caso do UMplugged, sendo ainda neste última situação convidados a gravar um original com a produtora do concurso.

Inscrições para o UMplugged ou DJ@UM até 12 de março, bastando um elemento do projeto ser da UMinho e entregar uma maquete e a inscrição/maqueta nas sedes da AAUM, ou nos Gabinetes de Apoio ao Aluno nos campi de Gualtar (Braga) e Azurém (Guimarães), ou por email para cultural_tradicoes@aaum.pt. Eliminatórias do DJ@UM a 21 e 28 março, sendo a final a 4 de abril, sempre no Bar Académico (BA) de Braga. Eliminatórias do UMplugged a 23 e 30 de março, sendo a final a 6 de abril, sempre no BA de Guimarães.

UMplugged
- 23 de março | 1ª eliminatória
- 30 de março | 2ª eliminatória
- 06 de abril | final

DJ@UM
- 21 de março | 1ª eliminatória
- 28 de março | 2ª eliminatória
- 04 de abril | final

Regulamentos em anexo.

+Info: www.aaum.pt/noticias/cultura/concursos-umplugged-e-dj-um-estao-de-volta
facebook.com/events/661893240682543, facebook.com/events/254891161620409

Exposição "Cultura da Desintegração", de André Castanho Correia, no Museu Nogueira da Silva

De sábado, 11.03.2017 até sábado, 29.04.2017
Museu Nogueira da Silva, Av. Central, nº 61, Braga
Exposição "Cultura da Desintegração - Interpretar e Representar o Litoral Norte de Viana do Castelo", de André Castanho Correia, entre 11 de março e 29 de abril na galeria do jardim do Museu Nogueira da Silva, uma unidade cultural da UMinho no centro de Braga. Entrada livre.

Metáfora descritiva das transformações ocorridas numa amostra do Litoral Norte vianense, traduzindo o abandono das estruturas físicas e culturais da agricultura num processo sintomático de decadência. Através de uma narrativa fotográfica, realizada em 2011-13 no âmbito da dissertação de mestrado na Escola de Arquitetura da UMinho, o autor propõs um método alternativo de olhar o território e de observar a arquitetura, representando construções rudimentares como monumentos e a ruína como uma forma de construção.

André Castanho Correia - nota biográfica

Nasceu a 20 de abril de 1988 em Viana do Castelo. Formou-se em Arquitetura na UMinho em 2007-13, especializando-se na área de Cidade e Território. No contexto de estudante colheu a paixão pela interpretação fotográfica, desenvolvendo-a em cursos e workshops, praticando sistematicamente em viagens e trabalhos. Em 2010-11 estuda no Instituto Universitário de Arquitetura de Veneza (
IUAV), durante o programa Erasmus, frequentando o Laboratorio di Fotografia, orientado por Guido Guidi, de renome internacional.

As experiências culminaram na tese final de mestrado, sobre a paisagem do litoral norte de Viana do Castelo, intitulada "Cultura da Desintegração", tendo a fotografia como ferramenta para a interpretação e representação desse território. Este projecto foi exposto nos Encontros da Imagem, em Braga, na exposição "Postcards from Portugal". Trabalha e reside em Braga, onde é arquiteto e colabora com a UMinho. Mantém-se ligado à fotografia, enquanto amador, e como forma de sustentação de um pensamento sobre a paisagem e o ambiente construído. Os seus trabalhos estão em andrecastanhocorreia.tumblr.com e www.andrecastanhocorreia.com.

+Info: facebook.com/events/1306601196052739, www.mns.uminho.pt

Exposição "Da leveza e do silêncio", de Rute Rosas, no Museu Nogueira da Silva

De sábado, 11.03.2017 até sábado, 29.04.2017
Museu Nogueira da Silva, Av. Central, nº 61, Braga
Exposição "Da leveza e do silêncio", de Rute Rosas, de 11 de março a 29 de abril, na galeria da universidade do Museu Nogueira da Silva, uma unidade cultural da UMinho no centro de Braga. Entrada livre.

Esculturas inéditas de 2016 e 2017, permitindo fruir de inúmeras escalas, ambientes, abordagens ao espaço, tempo e matérias como o vidro e o têxtil. Não privilegiando nenhum meio ou técnica, o trabalho resultou em concretizações plásticas ou expressões plásticas - ação, performance, instalação, objeto, intervenção, vídeo, texto, desenho.. - centradas em conceitos como: autobiografia; autorrepresentação, relação arte/vida de discurso não-narrativo; tempo; espaço; corpo; memória; recordação; entorno; partilha.

"Afinal, quem sou eu? Quem somos nós? O que somos ou valemos isoladamente? O que nos faz falta? Onde estamos e onde vamos? O que procuramos? O que faço, porque o faço? Poderá ser para deixar algo de mim e que possa prosseguir para além de mim ou de nós, porque dependendo da intensidade das vivências de cada um, do olhar, da interpretação, da predisposição e atenção ou das experiências que cada um teve, todos sentimos e emocionamo-nos… mas, uns vivem e outros já morreram mesmo antes do seu último suspiro."

Rute Rosas - nota biográfica

Nasceu no Porto, em 1972. Professora do Departamento de Artes Plásticas da Faculdade de Belas Artes da Universidade do Porto (FBAUP), sendo membro do seu conselho científico e do conselho de departamento de Artes Plásticas, da comissão científica da licenciatura e do mestrado em Artes Plásticas, do Instituto de Investigação em Arte, Design e Sociedade (I2ADS).

Realiza exposições individuais d
esde 1996, tendo concebido, participado, colaborado e organizado eventos, mostras coletivas e workshops em vários países. Autora de diversos textos e artigos publicados em livros, catálogos, revistas e jornais. Proferiu inúmeras palestras, seminários e comunicações em museus, instituições de ensino artístico e congressos nacionais e internacionais. Coordena regularmente exposições, projetos de investigação, curadorias, workshops, aulas abertas, formações e residências artísticas. Recebeu diversos prémios e tem obras suas em múltiplas publicações e representadas em instituições e coleções privadas em Portugal, Espanha, Itália, Inglaterra e Brasil.

+Info: facebook.com/events/1655095287857208, www.mns.uminho.pt, www.ruterosas.com

XXVII FITU Bracara Avgvsta

De sexta-feira, 31.03.2017 até sábado, 1.04.2017
Theatro Circo, Braga
XXVII FITU Bracara Avgvsta - Festival Internacional de Tunas Universitáras a 31 de março e 1 de abril, às 21h30, na sala principal do Theatro Circo, em Braga. Espetáculo de 2h30 com cerca de 300 participantes, incluindo tunas de referência nacional e internacional, num encontro de tradições, culturas e espírito de irreverência.

Tunas confirmadas
- Tunadão 1998 - Tuna do IPV
- Tuna de Medicina da Universidade de Coimbra
- Tuna de Derecho de Valladolid (Espanha)
- Tuna Universitária de Aveiro
- Tuna de Medicina do Porto
- Tuna da Universidade Católica Portuguesa - Porto
- anTUNiA - Tuna de Ciências e Tecnologia da Universidade Nova de Lisboa

Tuna extra-concurso
- Azeituna - Universidade do Minho


PROGRAMA

29 de março (quarta-feira)
19h00 | Warm-Up XXVII FITU Bracara Avgvsta (Largo dos Peões - Gualtar), com
Bomboémia, Tun'ao Minho, TUM e Chinchila

30 de março (quinta-feira)
23h00 | Monumental Serenata à Cidade de Braga (Rossio da Sé Catedral)

31 de março (sexta-feira)
14h00 | Receção e convívio (junto ao Theatro Circo)
21h00 | Festival XXVII FITU Bracara Avgvsta (Theatro Circo)

01 de abril (sábado)
01h30 | After-Party (Sardinha Biba)
14h00 | Convívio (Largo do Paço)
15h00 | Pasa-Calles (Centro Histórico)
18h00 | Batismo dos Caloiros (Largo do Paço)
21h00 | Festival XXVII FITU Bracara Avgvsta (Theatro Circo)

02 de abril (domingo)
01h30 | After-Party (Sardinha Biba)

13h00 | Almoço e Convívio (Largo dos Peões)

+Info: www.theatrocirco.com/pt/agendaebilheteira/programacultural/404, facebook.com/events/142857026234758

Exposição de obras da Escola Superior Gallaecia na Casa Museu de Monção

De quarta-feira, 8.03.2017 até sexta-feira, 31.03.2017
Casa Museu de Monção
Exposição de obras de professores de Artes Plásticas e Multimédia da Escola Superior Gallaecia, em Vila Nova de Cerveira, patente de 8 a 31 de março na Casa Museu de Monção, uma unidade cultural da UMinho naquela vila altominhota. Inauguração a 8 de março, às 16h00. Entrada livre de terça a sexta-feira, das 09h30-12h00 e 14h00-17h00, e ao sábado, das 14h00-18h00, encerrando ao domingo e à segunda-feira.

Incluídos na mostra trabalhos individuais dos artistas Alexandre Costa, Damião Matos, Emília Simão, Henrique Silva, Hermano Passos, José Vicente, Margarida Leão, Samuel Barbosa e Teresa Correia. Iniciativa com apoio da Casa Museu de Monção e da Fundação Bienal de Cerveira.