Ignorar Comandos do Friso
Saltar para o conteúdo principal
Portal UMinho

Detalhe do evento




Portal UMinho > PT > Siga a UMinho > Detalhe do evento

 Detalhe do evento

Voltar

Primeiro-ministro na assinatura do contrato de inovação entre a UMinho e a Bosch

Fotos
Foto de Nuno Gonçalves/UMdicas
Foto de Nuno Gonçalves/UMdicas
Foto de Nuno Gonçalves/UMdicas
Convite
Simulador Bosch
Car
Cockpit
sexta-feira, 04/03/2016
Salão medieval da Reitoria, Largo do Paço, Braga
Foto de Nuno Gonçalves/UMdicas
O primeiro-ministro António Costa esteve a 4 de março, em Braga, na oficialização da segunda fase do projeto de Investigação e Desenvolvimento (I&D) realizado em parceria pela Bosch Car Multimedia Portugal e pela Universidade do Minho (UMinho). O projeto, considerado pelo Governo como sendo de interesse estratégico nacional, tem como foco o desenvolvimento de soluções que vão moldar o futuro da mobilidade. Previa, ainda, um investimento de 55 milhões de euros e o registo de 22 patentes até 2018.

A cerimónia de assinatura do protocolo iniciou às 9h30, com uma visita do primeiro-ministro às instalações da Bosch em Braga, seguida da assinatura do protocolo às 10h45, no salão medieval da Reitoria da UMinho. Estiveram presentes o reitor António M. Cunha, os administradores da Bosch, Carlos Ribas e Lutz Welling, bem como o presidente da AICEP, Miguel Frasquilho.

A primeira fase da parceria de I&D entre a Bosch e a UMinho contou com um investimento de 19M€ entre 2012 e 2015, permitindo o registo de 12 patentes. A segunda fase da parceria – denominada “Innovative Car HMI” – prevê o investimento de cerca de 55M€ e vai exigir a contratação de mais de 90 novos engenheiros pela Bosch, com diferentes especializações para a área de Investigação & Desenvolvimento, e 170 bolseiros de diferentes Escolas da UMinho. Serão, no total, mais de 550 profissionais altamente qualificados a trabalhar exclusivamente no projeto.

Contextualização

Para o reitor da UMinho, António M. Cunha, esta parceria é "o resultado do sucesso da colaboração dos últimos anos”, acrescentando que “a Bosch desafiou a UMinho para um novo, ambicioso e exigente programa de desenvolvimento, baseado em dois projetos de inovação – o INNOVCAR e o iFACTORY –, iniciados em julho de 2015. São dois grandes projetos na fronteira do conhecimento nos domínios da realidade aumentada; da condução autónoma; da interface homem-máquina; da flexibilidade produtiva e inteligentenovas metodologias de conceção de dispositivos eletrónicos e do controlo de processos”, realçou.

A Bosch está a investir em inovação como estratégia de consolidação do negócio no país. Nos últimos anos, conseguiu trazer para Braga novos projetos de I&D, incluindo, mais recentemente, o desenvolvimento de software. Hoje desenvolve não apenas soluções para a divisão de Multimédia Automóvel, onde é a principal fábrica no mundo, mas também para outras divisões da Bosch, como é o caso dos sensores de ângulo de direção do ESP (Programa Eletrónico de Estabilidade). “Portugal é um parceiro estratégico para a Bosch. A nossa aposta na I&D acaba por ser também uma força motriz para o crescimento da produção em Portugal, como mostram as previsões de crescimento das vendas, que devem ultrapassar os mil milhões de euros já em 2016, e o plano de contratar 1000 colaboradores até 2018”, afirma Carlos Ribas, representante da Bosch em Portugal.


A Bosch é pioneira no desenvolvimento de soluções para a “Indústria 4.0”. Neste âmbito a Bosch e a UMinho estão a desenvolver e implementar nas instalações fabris em Braga uma estratégia de inovação integrada que envolve a I&D de novos materiais e dispositivos para controlo da qualidade, industrialização, fabrico e gestão integrada e inteligente da fábrica.
​​​​​​​​​​​​ ​​Nome do documento
​​​​​​​​   Fotos da visita ao PIEP (fonte: Guimarães Digital).rar