Ignorar Comandos do Friso
Saltar para o conteúdo principal
Portal UMinho

Detalhe do evento




Portal UMinho > PT > Siga a UMinho > Detalhe do evento

 Detalhe do evento

Voltar

O SILÊNCIO DA TERRA. Visualidades (Pós)Coloniais Intercetadas pelo Arquivo Diamang

Fotos
silencio
cartaz
Foto da exposição
Foto da exposição
sexta-feira, 30/04/2021
Galeria do Paço da UMinho & Museu Nogueira da Silva
Exposição promovida pela Reitoria da Universidade do Minho, Museu Nogueira da Silva e Laboratório de Paisagens, Património e Território - Lab2PT. Inauguração
dia 30 de abril de 2021, pelas 18h00 na Galeria do Paço da UMinho e pelas 19h00 no Museu Nogueira da Silva.




A Exposição “O Silêncio da Terra: visualidades (pós)coloniais intercetadas pelo Arquivo Diamang” problematiza o arquivo fotográfico da Companhia de Diamantes de Angola (MNS), constituído com o objetivo de documentar a missão civilizacional empreendida na Lunda, entre 1917 e 1975. A iniciativa corporiza um dos resultados do projeto de investigação “Mapeamento e Sentidos Críticos do Arquivo Fotográfico da Empresa Companhia de Diamantes de Angola (Diamang)”, coordenado por Fátima Moura Ferreira (Lab2PT/Universidade do Minho).

A Exposição parte de uma interrogação: o que se guarda/esconde no silêncio da terra quando a memória do espaço no tempo é intercetada-revelada através de artefactos visuais: fotografia colonial e arte pós-colonial? A ambiguidade do título – O Silêncio da Terra – compagina-se com a ambiguidade da imagem da fotografia colonial: o que é que ela mostra? O que é que ela elide? O que é que ela não deixa ver? A copresença da fotografia colonial com artefactos artísticos pós-coloniais interpela o olhar. Eventualmente, convida a problematizar o que vemos a partir de um horizonte de presente contínuo pois atravessado por diferentes temporalidades. Como por camadas – estratos –, à maneira do ofício do geólogo, do arqueólogo, do historiador, do antropólogo …, somos levados a dissecar os enunciados visuais, isto é: a desconstruir aquilo que nos é dado a observar e que se cruza inevitavelmente com memórias pessoais, pós-memórias, representações sociais que se impõem como hegemónicas no tempo.

Informa-se ainda que a exposição estará aberta ao público na Galeria do Paço da UMinho até 30 de junho e no Museu Nogueira da Silva até 10 de setembro. A exposição tem curadoria de Duarte Belo/Patrícia Leal e Fátima Moura Ferreira/Miguel Bandeira Duarte.



+Info: www.cecs.uminho.pt/inauguracao-da-exposicao-o-silencio-da-terra-visualidades-poscoloniais-intercetadas-pelo-arquivo-diamang
​​​​​​​​​​​​ ​​Nome do documento
​​​​​​​​   Contextualização.pdf
​​​​​​​​   Fotos.rar
  • Universidade do
    Minho
  • Largo do Paço
    4704-553 Braga
  • T.:253 601 100, 253 601 109
    E.: gcii@reitoria.uminho.pt
© Universidade do Minho - 2021